UM PAI HERÓI REAL – Não deixe de ver!!!

Uma história comovente de um pai que luta pelo filho deixando sua própria vida de lado. Um verdadeiro PAI HERÓI.

Confesso que chorei ao ver a história deles e tenho certeza que você também vai se emocionar. É uma história de amor, de entrega, de dedicação, de superação de um pai para seu filho.

.

tn_280_651_Adolfo_Celso_Guidi_e_Vitor_deficiencia_quitacao_29-06

A história, que lembra a do filme "Óleo de Lorenzo" (George Miller, 1992), aconteceu em Curitiba (PR). O engenheiro mecânico Adolfo Celso Guidi, 52, deixou o cargo de gerente de uma concessionária em 2000, ao descobrir que o filho Vitor Giovani Thomaz Guidi, à época com dez anos, tinha gangliosidose GN1 tipo 2.

.

 

Vídeo da história toda no Programa Domingo Espetacular.

 

.

Homem contrai dívidas para estudar doença do filho, e Justiça evita despejo em Curitiba

.

A jornalista Juliana Granjeia, em artigo especial, colaborou para com o jornal "Folha de São Paulo", em edição de 19/06/2010, no intuito de demonstrar como a sentença da Juíza Federal Anne Karina Costa, de 39 anos de idade, da Vara do Sistema Financeiro de Habitação de Curitiba (PR), deu nova faceta à Justiça, ao atender pedido do engenheiro mecânico Adolfo Celso Guide, de 52 anos de idade, prestes a perder sua casa em leilão decorente do não pagamento das prestações.

"A doença começou a se manifestar quando ele tinha quatro anos. Nenhum médico no Brasil conseguiu fazer o diagnóstico. Larguei tudo e fiquei uma semana em Buenos Aires com minha família, onde diagnosticaram a Gangliosidose. Quando eu retornei para o Brasil, um médico me disse que não tinha o que fazer", afirmou Guidi à Folha.

O engenheiro, inconformado com a resposta, começou a estudar a doença na biblioteca da faculdade de medicina da UFPR (Universidade Federal do Paraná). "A gangliosidose impede a reprodução de neurônios, que degeneram. Por meio de um processo homeopático, que funciona como um antídoto de veneno de cobra, a gente fornece essa enzima e o organismo trabalha", explicou o pai, que encontrou a fórmula de um medicamento para o filho em 2001.

Para alcançar esse resultado, Guidi diz que gastou, na época, cerca de US$ 80 mil dólares (cerca de R$ 149 mil atualmente) e deixou de pagar as prestações de sua casa. "Tudo saiu do meu bolso, não pude mais pagar nada e minha casa foi a leilão", afirmou.

O processo da Caixa Econômica Federal, financiadora da casa, contra Guidi teve início na Justiça no dia 30 de março de 2001. Depois de vários recursos, o caso caiu nas mãos - abençoadas, segundo o pai - da juíza federal Anne Karina Costa, 39, da Vara do Sistema Financeiro de Habitação de Curitiba (PR).

"O caso já estava transitando em julgado e íamos fazer a liquidação, de acordo com a decisão judicial. Caso ele não pagasse o valor acordado, ele teria que sair do imóvel. Então, durante uma audiência de conciliação, após a representante da Caixa propor um acordo, ele disse que queria explicar o motivo de não ter pago a dívida e contou a história do filho dele. Falei para juntar toda a documentação e iniciar uma campanha para arrecadar dinheiro", afirmou a juíza.

O banco reduziu a dívida de Guidi de R$ 119.500 para R$ 48.500. Mesmo assim, ele não tinha possibilidade de pagar. "A única renda que eu tenho, vem do trabalho que faço quando dá tempo, na oficina mecânica que eu montei na minha casa", disse o engenheiro.

Divulgação/Justiça Federal de Curitiba

10169749

 Vitor e o pai Adolfo Guidi (dir.), em audiência de conciliação com o banco em Curitiba (PR)

.

Mãe de três filhos, sensibilizada com a história de Guidi, Anne - que já foi juíza da Vara Criminal - lembrou do fundo que a Justiça mantém com as penas pecuniárias. "Fiz uma solicitação para a juíza da 1ª Vara Criminal, Sandra Regina Soares, que é responsável pelo fundo, e para o Ministério Público Federal. O dinheiro arrecadado com as penas vão para entidades assistenciais, eu tive a ideia de inscrever Guidi como um projeto", afirmou a juíza.

.

Veja o restante da matéria e o vídeo da Folha

VALE LEMBRAR: O remédio criado pelo pai pode ser a resposta para outras pessoas que sofrem da mesma doença.

Adolfo Celso Guide tornou-se voluntário na Escola de Educação Especial 29 de Março, onde seu filho Vitor estuda e recebe todo atendimento de que necessita. Entretanto, é uma instituição que precisa de colaboração material e humana para poder continuar a exercer bem o seu ministério e para isso conta com a ajuda de todos nós.

Veja o vídeo e saiba como:

 

 

Bom pessoal, essa história realmente é muito comovente e vale a pena ver o amor que esse pai tem pelo filho. Coisa rara. Um verdadeiro PAI HERÓI!!!

Que Deus, em sua infinita bondade, continue abençoando esse pai e esse filho!!!

Beijos a todos.

(Estou aguardando novas notícias sobre Dourado para postar, ok?)

51c0

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

6 comentários:

  1. Cintyalouzagondim1 de julho de 2010 22:36

    Olá Lora, cheguei até seu blog procurando por esse Pai maravilhoso desesperadamente, pois tenho uma paciente que sofre da mesma doença do filho dele e já está acamada e se alimentnado por sonda e estou desesperada pelo contato dele...será que vc pode me ajudar??? Ficaria muito grata.
    cintyalouzagondim@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cintyalouzagondim,vi seu e-mail aqui e encontrei o facebook do sr Adolfo,segue o link caso possa ajuda-la.
      https://www.facebook.com/profile.php?id=100000540881084

      Excluir
  2. Fiquei comovida com essa história...que Deus continue a iluminar esse pai maravilhoso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus, sim o mesmo deus que proporcionou que o gene que codifica a b-galactosidase falhasse.

      Excluir
  3. Gostaria, se possível, disponibilizar meu e-mail para o Sr. Adolfo para que eu possa sugerir um tratamento alternativo para seu filho.
    helio_caixeta@terra.com.br

    ResponderExcluir
  4. Assistam ao filme "O Óleo de Lorenzo". Relata uma história similar a que essa família vive. Os pais do jovem Lorenzo conseguiram dar uma sobrevida ao filho, porém salvaram milhares de crianças pelo mundo graças a sua luta, garra e perseverança. Que Deus ilumine a vida desta família e que sejam abençoados nessa luta. Mais um grande exemplo.

    ResponderExcluir

Lora: Deixe seus comentários, mas não desrespeite os demais leitores. Sejam todos bem-vindos!